Quanto custa o e-mail marketing?

Quanto custa o e-mail marketing?
14/03/2024 • ... • 100 visualizações
Vanessa Guedes
Escrito por Vanessa Guedes

O e-mail marketing continua sendo elemento crucial para qualquer negócio, seja para manter contato constante com clientes, comunicar novidades e promoções ou rodar novas campanhas. Mas elaborar um meio sustentável de aproveitar ao máximo essas mensagens envolve um entendimento mínimo de como funciona a mecânica do envio de e-mails em massa, suas particularidades e vantagens.

Em ambiente aberto, com uma vitrine de conteúdo indistinguível no fundo, homem jovem de bigode e pele retinta olha para a câmera meio de lado e aponta o dedo indicador para a cabeça, batendo na própria têmpora, como quem diz “pense”.
Se informar é o melhor jeito de começar

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma ferramenta de comunicação usada para enviar mensagens de e-mail diretamente para uma base de clientes. Seu objetivo é estabelecer um ponto de contato entre empresa e consumidores, enviando conteúdo relevante a respeito de novidades, promoções e campanhas. O e-mail marketing pode (e deve) ser incorporado por todas as estratégias de comunicação digital de uma empresa, já que é um meio de contato sem intermediários diretos, pois o contato ocorre abertamente entre empresa e cliente.

Quais fatores afetam o custo do e-mail marketing?

Em primeiro lugar, enviar e-mails em massa sem parecer mais um spammer para seus clientes — e sem ser marcado como lixo eletrônico pelos principais serviços de e-mail — exige o uso de plataformas adequadas para gerenciamento do e-mail marketing, também conhecidas por ESPs.

1. O custo dos serviços de ESP

ESP é a sigla usada para denominar os servidores de serviço de e-mail para email marketing (do original inglês “e-mail service provider”). Para contratar esse tipo de plataforma, há de se levar em consideração algumas coisas básicas. Por exemplo, a tendência de aumentar mais e mais a lista de assinantes e o fato de que, com isso, a capacidade de envios simultâneos da plataforma aumenta e o investimento também.

Por isso é importante saber quanto custa o e-mail marketing na hora de projetar metas e objetivos. Os sistemas de gerenciamento de e-mails são serviços preparados para lidar com demandas muito específicas desse tipo de estratégia de marketing.

Pode parecer estranho pensar que enviar e-mails tenha custos. Mas custa, e custa muito. Quando pensamos em e-mail, rapidamente lembramos do nosso e-mail pessoal ou profissional. Mas o e-mail marketing é bem diferente de enviar e-mails para amigos, por isso é necessário entender como as plataformas funcionam e como melhor usá-las conforme o seu orçamento e o investimento esperado. Dependendo do tamanho da base de clientes e da quantidade de e-mails enviados, o e-mail marketing pode valer muito mais do que a gente sequer imagina. 

Este artigo procura mostrar informações cruciais para você montar um orçamento apropriado para investir em e-mail marketing. Vamos avaliar essas informações em termos de custo-benefício, retorno e alcance.

Checklist básico: antes de calcular o custo

Existem pontos-chave sobre envio de e-mails em massa que precisam ser considerados quando pensamos no custo desses envios. Alguns pontos dizem respeito à sua base e-mails e necessidades da sua empresa, enquanto outros são indicadores de avaliação das plataformas de e-mail marketing.

1. Preparação de uma lista de e-mails

O número de e-mails únicos cadastrados na sua lista conta muito na hora de calcular o orçamento: essa é a sua audiência atual. Chamamos esses e-mails de assinantes (ou contatos, dependendo do contexto). Quanto maior o número de e-mails cadastrados, mais assinantes; o que é ótimo porque você quer alcançar muitas pessoas, mas isso também significa que o valor da mensalidade da plataforma de e-mail marketing pode aumentar consideravelmente. Quanto mais assinantes, mais dados precisam ser guardados, então a capacidade de armazenamento aumenta, o que encarece o investimento. Hoje, a maioria das plataformas varia seu custo com base nesse dado. Sem contar que isso também faz o volume de envios aumentar, mas vamos ver isso no próximo item.

Dica: mantenha sua lista de assinantes limpa

Muitas listas de assinantes possuem endereços antigos, que não são mais acessados pelo usuário. Tem também o caso de assinantes que não abrem mais seu e-mail há um tempo significativo. Chamamos esses casos de “usuários inativos”. Eles podem ser uma pedra no sapato enquanto acompanhamos métricas, principalmente as de taxa de abertura de e-mail: o número de vezes que os assinantes abrem o e-mail que você enviou. Uma boa plataforma de e-mail marketing é capaz de apontar quem são seus usuários inativos, permitindo que você os remova, muitas vezes reduzindo consideravelmente o custo das suas campanhas.

Dica: mantenha um backup atualizado da sua lista de assinantes

Quase todo mundo sabe da maior vantagem em ter uma lista de e-mails de clientes, mas não custa relembrar. A grande vantagem é a portabilidade. Você pode salvar sua lista independente da plataforma, permitindo que você migre de serviço sem perder os dados de e-mail dos clientes. Para desfrutar disso de maneira efetiva, vale a pena fazer download de sua lista de assinantes pelo menos uma vez por mês ou por semana, a depender do fluxo que você recebe. Geralmente essa lista pode ser exportada em formato de planilha e você pode salvar como um arquivo normal no computador ou na nuvem.

2. Custos de preparação de campanhas e criação de e-mails

Para criar mensagens de e-mail marketing, além de escolher a plataforma de ESP mais adequada, você precisa entender os elementos que compõem o e-mail marketing. Em primeiro lugar, o design e o conteúdo dos e-mails conta muito para o bom desempenho da campanha, assim como o acompanhamento desse desempenho – geralmente feito por um profissional do marketing através de uma análise periódica das taxas de abertura, engajamento, conversão e muitos outros. Listamos aqui os três elementos essenciais para uma campanha bem feita e como eles interferem no custo final da sua estratégia.

  1. Conteúdo: é necessário entender a linguagem da campanha e aplicá-la no texto do e-mail. Você pode contratar profissionais especializados em escrever textos de marketing e relacionamento de marca para definirem o melhor caminho para o conteúdo da sua campanha. O custo dessa contratação vai depender do nível de experiência do profissional e das necessidades imediatas da sua campanha: a quantidade de e-mails que precisam ser elaborados, os recursos a serem usados, a necessidade de pesquisa para o conteúdo, etc. Você pode contratar esse tipo de profissional através de sites como Fiverr ou 99Freelas (plataformas de contratação de profissionais freelancer), contratar serviços diretamente de uma agência de marketing digital ou pedir indicações para pessoas em quem você confia. 
  2. Design: o design do e-mail marketing é importante, pois o apelo visual faz parte da construção da marca tanto quanto o conteúdo de texto que você entrega. O design é a porta de entrada do olhar, pois é ele que captura primeiro a atenção do seu cliente. Ao criar uma campanha de e-mails, é importante contratar um profissional de design para cuidar da parte visual para você. O custo da contratação de um designer para sua campanha depende da complexidade do conteúdo, do número de templates que o profissional vai criar e seu nível de experiência. Você pode encontrar designers pelos mesmos caminhos indicados para procurar um profissional de elaboração de conteúdo, citado no item anterior. Caso o orçamento não comporte a contratação de um profissional, algumas plataformas, como a Selzy, oferecem modelos e templates prontos para serem usados. 
  3. Análise de resultados: analisar e interpretar os dados relativos a performance do e-mail, isso é, o quanto os clientes abriram a mensagem e engajaram com ela, é parte essencial do relacionamento consumidor-empresa. Interpretar dados como taxa de abertura, cliques, conversão, cadastramento e descadastramento de novos usuários, etc. é função do profissional de marketing. Uma boa interpretação desses dados pode levar a uma mudança na comunicação por e-mail, no design das mensagens e até na frequência de envio ou tamanho do texto. Caso o custo do profissional de marketing que cuida disso fique além do seu orçamento, você pode começar a entender a parte básica dessa análise lendo artigos sobre o assunto e monitorando os dados pela plataforma de ESP escolhida.

3. Número e frequência das correspondências

O número de mensagens que pretende-se disparar ao longo do mês também entra na conta do orçamento. Conforme o tamanho da lista de assinantes, mais e-mails serão enviados para alcançar toda a audiência. Isso encarece a maioria dos planos, já que as cobranças geralmente se baseiam no volume total de e-mails enviados. Conforme a audiência aumenta, ou seja, mais e mais clientes viram assinantes do seu e-mail marketing e maior será o número total de disparos no mês. Isso influencia no custo final do plano escolhido — algumas plataformas deixam isso a definir na contratação do plano, outras cobram conforme você for usando e criando mais campanhas.

4. Projeção de crescimento

Se tudo der certo com suas campanhas de marketing, a sua audiência vai aumentar. Isso é ótimo, mas impacta no orçamento, já que o crescimento da lista de assinantes implica em um aumento significativo no volume de e-mails disparados. Para projetar o crescimento da sua audiência, acompanhe dados e tendências publicados sobre campanhas de marketing.

Como calcular o custo de sua campanha de e-mail marketing?

Gif animado da artista Gretchen (mulher branca de cabelo preto) jogando a cabeça para cima em tom otimista e rindo, depois colocando a mão na boca com uma expressão de desespero
Parece complicado, mas a gente explica

O e-mail marketing pode ser visto como uma despesa grande, dependendo do tamanho da sua audiência. Mas, em contrapartida, é o único meio de comunicação de longo prazo que dá a garantia de entregar conteúdo aos clientes. Enquanto redes sociais em geral são gerenciadas por grandes conglomerados que tomam  decisões arbitrárias sobre o funcionamento das plataformas, o e-mail continua sendo uma relação direta, sem intermediários. Se você busca um relacionamento de longo prazo, o e-mail com certeza precisa fazer parte da sua estratégia de marketing.

Para comparação, podemos usar o Instagram como contraste. Por lá, a taxa de abertura (visualização) de um post simples, em geral, está entre 1 e 5% da audiência (número de seguidores do perfil), segundo dados gerais do Iconosquare. Já os números de e-mail marketing no Brasil, segundo a GetResponse, apontam uma taxa de abertura média de 20%. A diferença é muito grande e impacta não apenas nas taxas de conversão, mas no relacionamento de longo prazo com o público.

Além dessa grande vantagem sobre as redes sociais, as plataformas de e-mail marketing oferecem mais controle sobre os dados que apontam o retorno no uso do e-mail. Isso é importante para acompanhar o desenvolvimento de campanhas e estimar metas realistas para as próximas. 

Assim, o custo do e-mail marketing não é um simples gasto, mas um investimento de longo prazo no relacionamento com a audiência e acompanhamento mais próximo do desenvolvimento dessa relação marca-público. De resto, o e-mail também pode ser muito bem usado em relacionamentos B2B, que são bem mais difíceis de quantificar por meio de outras estratégias de marketing.

Gif animado de gato preto digitando enlouquecidamente em um computador aberto sobre uma mesa de cozinha
Planejamento é tudo

Plataformas: custo-benefício para e-mail marketing

Depois de entender bem sobre sua lista de e-mails atual e o que você pretende fazer com ela, é hora de procurar a plataforma ideal para rodar suas campanhas. Para isso, é necessário considerar as seguintes características nas plataformas que você avaliar e as funcionalidades oferecidas:

  • Planos disponíveis para o tamanho da sua lista de emails: a primeira coisa a se checar ao avaliar as plataformas de disparo de e-mail em massa é quantos assinantes cabem em cada plano oferecido. A partir dali, você pode identificar qual faixa de audiência se encaixa no que você tem agora e nas suas projeções de crescimento para os próximos meses ou ano.
  • Limite de disparos por mês: algumas plataformas limitam a quantidade de e-mails que você pode mandar — é importante prestar atenção nesse item, pois dependendo da estratégia das suas campanhas, você pode precisar mandar muitos e-mails e isso encarece o custo final da plataforma.
  • Acompanhamento de métricas: verifique se é oferecido algum tipo de visualização de dados como taxa de abertura de e-mails, cliques, rejeição, conversão, compartilhamento, encaminhamento e aquisição.
  • Automatização de campanhas: uma excelente funcionalidade do e-mail marketing é a automatização de envio em sequência, recurso que permite a execução de uma jornada de envios automáticos de e-mail a partir de gatilhos específicos. Você pode aprender a usar esse recurso lendo sobre sequência de emails aqui.
  • Segmentação e testes: confira se a plataforma oferece segmentação de audiência e a possibilidade de realizar testes A/B.
  • Nível de customização da parte visual: na hora de montar o corpo do e-mail, muitas vezes o design desejado não pode ser implementado por limites de customização da plataforma. Por isso é importante conferir o nível de customização permitido. As plataformas com mais possibilidades de personalização podem ser as mais relevantes para o seu negócio, se o apelo visual for essencial para sua estratégia de marketing.
  • Integração com outras plataformas: verifique se há a possibilidade de importação e exportação de conteúdo de outras plataformas. Isso vale também para a mobilidade da sua lista de e-mails.
  • Tratamento de arquivos de mídia: alguns planejamentos de comunicação incluem a distribuição de vídeos, áudios ou qualquer outro tipo de mídia que não se limite a texto e imagem, por e-mail. Confira o quanto de armazenamento os servidores da plataforma contratada podem salvar e distribuir, ou mesmo se a plataforma tem qualquer tipo de suporte para esse tipo de arquivo especial.

As vantagens da Selzy em relação a outros ESPs para sua campanha de e-mail marketing

A Selzy oferece todos os recursos citados acima. Além disso, a plataforma tem algumas vantagens e diferenciais em relação a outras plataformas. Confira:

  •  A ferramenta de construção de emails conta com templates e uma interface simples de usar. Há mais de 100 modelos à disposição.
  • Você pode usar o banco de imagens próprio na hora de montar sua campanha.
  • Você pode começar a usar sem custo nenhum se sua lista de assinantes tiver até 100 emails.

Para saber mais sobre as principais plataformas de ESP e como a Selzy se diferencia, confira o post sobre as melhores plataformas de email marketing.

GIF animado de mulher negra de cabelo preto batendo palmas em aprovação.
Agora sim!

Para terminar

Em resumo, avaliar o custo do e-mail marketing depende muito mais dos recursos que você precisa para executar suas campanhas de marketing — e isso varia muito de audiência para audiência. Na lista de serviços e produtos para e-mail em massa da Selzy você pode conferir as principais soluções disponíveis para gerenciar sua estratégia de comunicação por e-mail. 

E por último, mas não menos importante, é bom lembrar que uma boa campanha de e-mails tem uma mensagem forte e bem escrita. Não adianta escolher uma plataforma que atenda todas as necessidades se o ponto principal —  o corpo do e-mail — não acompanha a qualidade necessária para transmitir a mensagem desejada. Capriche no conteúdo, mantenha a lista de assinantes limpa e escolha a plataforma que melhor atende suas necessidades. 

Artigo escrito por
Vanessa Guedes
Vanessa Guedes escreve a newsletter Segredos em Órbita. É programadora, podcaster no Incêndio na Escrivaninha e editora na Eita! Magazine. Também escreve ficção especulativa.
Saiba mais Vanessa

Artigos mais recentes