As principais tendências e previsões de marketing digital para 2023

As principais tendências e previsões de marketing digital para 2023
03/02/2023 • ... • 565 visualizações
Victor Gonçales
Escrito por Victor Gonçales

Muitas empresas já estão mapeando seus planos de marketing digital para 2023 e os próximos anos. Nunca é demais estar antenado e saber o que esperar para o ano que vem. Para isso, é imprescindível manter-se bem informado. A Farofa da GKay hoje em dia é o grande evento social do ano e as colunas da revista Caras vêm dando lugar para os tweets com fofocas da Choquei e de outros perfis de redes sociais.

Ou seja, não tem como falar sobre comunicação e marketing hoje em dia sem estar super ligado nas últimas tendências. Antes de verificarmos estas tendências, vamos revisar o que vimos de novo em 2022 e quais tendências do presente ano realmente chegaram para ficar.

Quais Foram as Tendências do Último Ano?

Começando do mais básico, vamos falar das buscas no Google, que sofreram uma alteração no começo do ano. O Google lançou uma atualização em relação à sua forma de funcionamento, o que permitiu à IA indexar passagens, parágrafos ou sentenças, não apenas páginas da web. Isto significa que seções específicas do texto podem aparecer como trechos destacados, aumentando as oportunidades sempre crescentes de ofertas de conteúdo de alta qualidade.

Para entregar uma mensagem a potenciais leads e clientes, é essencial um conteúdo envolvente, relevante e valioso. Em 2022 não foi diferente, o conteúdo era rei e uma previsão de marketing fácil de fazer é que o conteúdo continuará sendo crítico como parte de sua campanha de marketing digital.

A sustentabilidade foi uma enorme tendência de marketing digital durante todo o ano. Os consumidores estão se tornando mais conscientes de seu próprio impacto sobre o planeta, bem como das marcas das quais também compram. Muitas marcas começaram a assumir a responsabilidade por sua pegada ambiental em 2022. 

pic

Tanto é assim que um novo rumo inovador foi lançado pelos órgãos de marketing publicitário para que os comerciantes e anunciantes ajudassem a indústria publicitária a atingir emissões líquidas zero até 2030. Com o cenário político sofrendo uma significativa alteração no Brasil, este assunto também tende a tornar-se cada vez mais relevante e um diferencial entre as marcas e empresas.

Da mesma forma, o avanço das ferramentas de email marketing fez com que esta fosse uma enorme tendência que voltou com força em 2022. Será que teremos mais avanços e coisas para imaginar sobre email marketing durante o próximo ano? Certamente! E todas as tendências que mostraremos para o ano que vem englobam de uma forma ou de outra este tipo de ferramenta de comunicação.

Uma boa forma de englobar o email marketing em sua estratégia de comunicação é experimentar o Selzy. Com alguns poucos trocados você pode rodar sua primeira campanha de email marketing e testar sua efetividade.

pic

Deixe Para Trás as Tendências Ultrapassadas

Às vezes, como profissionais de marketing, ficamos tão entusiasmados com as tendências do marketing digital que ignoramos se elas são relevantes para nosso público-alvo. Uma ideia grande e inovadora é ótima, no entanto, ela precisa estar focada em atingir objetivos. Ignorar o engajamento não é inteligente em qualquer que seja o canal de marketing em que você esteja pensando, então deixe isso para trás, onde ele pertence.

Outra tendência que pensamos que deve ser abandonada que vimos em 2022 é o compartilhamento de conteúdo não original. Através de diferentes canais de marketing, tais como mídias sociais e boletins eletrônicos, pode ser tentador compartilhar memes populares, posts em blogs e vídeos. Entretanto, se eles já são populares, então é provável que seu público-alvo já esteja ciente deles. Múltiplos sites de rede social, incluindo LinkedIn e Instagram, anunciaram que estão adaptando seus algoritmos para promover conteúdo orgânico e original.

Para garantir que você alcançará os melhores resultados para sua campanha, produza e compartilhe conteúdo orgânico. Abandone qualquer conteúdo pouco original como vimos ser feito por muitas empresas ao longo de 2022. Dê uma olhada em nossas previsões de marketing para 2023, para ver como você pode inovar suas campanhas de marketing à medida que avançamos para o novo ano.

Principais Tendências de 2023

Não há dúvida de que 2023 será um ano importante para estreitarmos o foco das coisas.

Os desafios e perturbações provocados pela pandemia, as tensões geopolíticas e a incerteza econômica farão deste ano um ano como nenhum outro, entretanto, as empresas não podem fazer uma pausa em 2023 planejando esperar e ver como as coisas vão se desenrolar. 

Para continuar a crescer – e sobreviver – os líderes empresariais precisam colocar estratégias em prática agora. E o marketing tem um papel importante a desempenhar.

A Inclusão Mais Além da Mensagem

A indústria publicitária tem tido muito foco em uma representação mais inclusiva e criativa ao longo dos últimos anos. Este trabalho agora precisa se estender também ao planejamento da mídia. Não é importante apenas que as pessoas vejam e ouçam pessoas como elas, mas crucialmente que experimentem isso em ambientes que lhes são familiares.

No entanto, o viés inadvertido pode atrapalhar o planejamento inclusivo da mídia. Para que os marqueteiros realmente se envolvam e se conectem com públicos diversos, eles precisam abordar este viés e abraçar a amplitude do conteúdo que seu público consome.

Vemos, por exemplo, marcas como a Natura e grandes empresas de mídia como a Globo revendo todo o seu posicionamento e planos de mídia para torná-los mais inclusivos. A mesma coisa no caso da Dove, onde temos mensagens de campanhas que levam a inclusão em primeiro lugar.

pic

Este ano, vimos anunciantes como Domino’s e Diageo avaliarem criticamente suas escolhas de posicionamento de mídia e agirem para ampliar os momentos em que apareceram para melhor se conectarem com todo o seu público. Eles fizeram isso levantando as exclusões de palavras-chave e tópicos que continham potenciais tendenciosidades e investindo proativamente em vozes e editoras autorizadas escolhidas a dedo.

Em 2023, as marcas deveriam realizar uma auditoria de seu plano de mídia. Avaliar se a mistura de canais e editores atinge a amplitude de audiência pretendida e rever para possíveis enviesamentos nas exclusões de palavras-chave e tópicos. Além disso, considerar que ação afirmativa pode ser tomada para apoiar autenticamente as vozes e comunidades sub-representadas na sociedade.

A Geração Z Vai se Tornar Cada Vez Mais Relevante

A chamada “Geração Z” é a primeira geração que cresceu completamente com a internet – e a maneira como eles navegam e interagem on-line continua evoluindo. As plataformas mais relevantes para esta geração hoje são aquelas que são dinâmicas e altamente visuais, atendendo suas necessidades em constante mudança de forma inovadora. Isso é corroborado com um estudo da Edelman, publicado recentemente em uma matéria da revista Exame. A Geração Z expressa onde – e como – eles querem se engajar, aparecendo onde acreditam ser mais importante.

É por isso que muitas campanhas dirigidas à Geração Z promovem uma nova maneira de buscar o que você vê. Elas costumam ser uma celebração da busca visual, dando a esse público com visão de futuro uma maneira de encontrar os itens indescritíveis que estão procurando alguma ferramenta interativa.

pic

Em 2023, não tente trazer o público da Geração Z ao seu mundo, mas conheça-o no deles. Compreenda suas necessidades não atendidas, dê prioridade à relevância e autenticidade sobre a singularidade homogênea, e abrace os diversos mundos visuais que eles habitam.

Conteúdos Em Formatos Curtos e Diretos

Os hábitos de visualização estão se diversificando à medida que as pessoas se movem sem problemas entre as telas e comprimentos de vídeo – com necessidades e expectativas diferentes para cada um. Muitos criadores estão inovando com um conteúdo mais curto, os chamados “snackable content” para atender às necessidades dessa audiência. E eles estão vendo um imenso sucesso. Na verdade, o YouTube Shorts agora tem bilhões de usuários ativos mensalmente e bilhões e mais bilhões de visualizações diárias, tornando-o uma grande área de oportunidades para os anunciantes.

pic

Aprenda com os criadores que lideram o caminho. Estes indivíduos estão abrindo o caminho, criando novas maneiras de abordar cada formato de vídeo para se conectar autenticamente com seu público. É importante aproveitar as melhores práticas de narração para criar um conteúdo de vídeo em formato curto altamente envolvente. Por exemplo, os vídeos devem saltar diretamente para a ação. Com apenas 10 a 60 segundos de tempo de anúncio disponíveis, não há necessidade de estabelecer uma premissa ou estabelecer um enredo com muito contexto extra.

Durante a Copa do Mundo, vimos diversos patrocinadores e grandes marcas como o McDonald’s e a Brahma aproveitando o formato do Instagram Reels e outros formatos curtos como o Shorts do Youtube para divulgar seus conteúdos e criar engajamento.

Em outras palavras, as marcas não precisam reinventar a roda para usar este formato de vídeo mais novo. Muitas marcas estão atualmente experimentando uma ferramenta de aprendizagem de máquina que reformata vídeos de paisagem em formatos quadrados ou verticais com base em como alguém está assistindo ao YouTube. 

Experiências de realidade aumentada

A pandemia viu um aumento nas compras on-line. Isto tornou ainda mais importante – e esperado – que as marcas sejam inovadoras em ambientes offline. Em 2023, a experiência do cliente fornecida na loja deve agregar um valor único. É tudo uma questão de incentivar a queda física dos pés junto com as compras on-line.

A realidade aumentada (AR) e outras experiências imersivas se tornaram essenciais para alcançar isto. E o aumento no uso da tecnologia AR significa que a demanda do consumidor por experiências imersivas se tornará ainda mais comum em 2023. De fato, prevê-se que mais de um terço dos Geração Z estarão fazendo compras com realidade aumentada até 2025.

Quando vemos a novela das 8 da Globo abordando a construção de um shopping em realidade virtual, notamos que o assunto está realmente tomando proporções grandes e furando a bolha dos entusiastas da tecnologia.

Algumas marcas já experimentaram as campanhas de AR. Algumas marcas levaram os compradores a usar o Google Lens na loja para criar os produtos que queiram usar em AR. A Burberry, por exemplo, celebrou sua coleção Olympia com um pop-up em um site de compras local onde as pessoas podiam usar seu smartphone para trazer uma estátua da deusa grega Elpis à vida. Estas experiências não têm que ser necessariamente limitadas às lojas. 

Comece hoje a criar e testar experiências imersivas com smartphones. E você estará um passo à frente quando o hardware AR emergente, como os óculos, chegar a uma adoção mais difundida.

pic

Ilustrações e Textos Criados com IA

Será 2023 o ano da ascensão dos robôs? Talvez (mas espero que não no estilo daqueles filmes distópicos de uma realidade gerida pelas máquinas! Isso fica por conta da série Black Mirror).

Já vimos enormes avanços na IA nos últimos anos e um grande aumento no número de empresas que utilizam tecnologia e automação alimentadas por IA para auxiliar seus esforços de marketing. Por exemplo, já existem hoje em dia ferramentas de ilustração e criação de textos com inteligência artificial, capazes de fazer um trabalho indistinguível do trabalho de um ser humano.

Apesar de todos os dilemas éticos que teremos à medida que estas tecnologias avançam (e estão avançando bastante rápido!), a IA é uma das principais tecnologias por trás da busca por voz e assistentes inteligentes. Ela também tornou possível os chatbots, que agora estão aparecendo em mais websites do que nunca.

Dois ótimos exemplos destas ferramentas são a OpenIA, capaz de criar textos inteiros através de inteligência artificial, além da DeepAI, que é uma famosa ferramenta de criação de imagens com esta tecnologia.

A tecnologia e a automação da IA estão ajudando a tirar parte do trabalho duro do marketing para que as marcas possam se concentrar na estratégia e na criação de uma experiência fantástica para o cliente.

Lembre-se, o aspecto humano do marketing ainda é importante (talvez mais importante do que nunca), então a ideia é usar esta tecnologia para melhorar seus esforços de marketing, não para substituir as pessoas reais por trás deles. 

Grandes dados, apoiados pela IA e pela análise preditiva, também estão ajudando as marcas a aprender mais sobre seu público e clientes. Ela está permitindo a hiper personalização das experiências dos clientes e das mensagens de marketing em escala.

As Comunidades de Marca São Uma Boa Aposta

Vivemos em uma era do marketing comunitário, e o marketing comunitário é construído através de histórias de marcas. Isto é, pessoas que recomendam marcas a outros e que recomendam a outros, e que se conectam através de algum tipo de comunidade.

Um bom exemplo é, por exemplo, os consumidores de café Nespresso, que podem contratar assinaturas com as cápsulas que mais gostem, podem interagir e ainda pedir um café gratuito em qualquer loja Nespresso só por serem donos de uma máquina em casa.

pic

Os esforços de marketing de desempenho ainda são um componente fundamental do marketing, mas se tornam muito mais eficazes com um endosso pessoal de um amigo. Afinal de contas, a prova social é um dos mais poderosos motores de marketing. 

A AirBNB é um exemplo mais concreto e mais baseado em números, que tendo publicado resultados absolutamente impressionantes após haver alterado o foco para o marketing de marca investindo em Brand Community em vez do marketing de desempenho.

A Era do Marketing de Influenciadores

O marketing de influência – ou Influencer Marketing, no termo em inglês – envolve a colaboração de uma marca com um influenciador online para comercializar um de seus produtos ou serviços. Algumas colaborações de marketing de influenciadores são menos tangíveis do que isso – as marcas simplesmente trabalham com influenciadores para melhorar o reconhecimento da marca. 

É fácil imaginar uma celebridade se juntando a uma empresa para lançar um produto – mesmo se o lançamento for uma série de vídeos de 10 minutos em vez de um anúncio de televisão de 30 segundos. 

Mas as pessoas não estariam falando sobre marketing de influenciadores se não tivesse um conjunto muito mais amplo de aplicações. E a chave está nessa palavra, influenciador. Vemos, por exemplo, influenciadoras como a GKay tornando-se verdadeiras pop-stars, mais famosas do que artistas de televisão. A Farofa da GKay, uma festa que reúne milhares de pessoas deste universo, é um dos maiores cases de sucesso neste tipo de ação.

pic

Influenciadores, ao contrário das celebridades, podem estar em qualquer lugar. Eles podem ser qualquer um. O que os torna influentes são seus grandes seguidores na web e nas mídias sociais. Um influenciador pode ser um fotógrafo de moda popular na Instagram, ou um blogueiro de segurança cibernética bem lido que faz tweets, ou um respeitado executivo de marketing no LinkedIn. Dentro de qualquer indústria, existem pessoas influentes – basta encontrá-las. Alguns terão centenas de milhares (senão milhões) de seguidores. Mas muitos parecerão mais como pessoas comuns. Eles podem ter apenas 10.000 seguidores, menos em alguns casos. No entanto, eles terão desenvolvido uma reputação de serem os especialistas em sua área. Eles são as pessoas que fornecem as respostas às perguntas das pessoas. 

Dependendo de sua esfera de especialização, eles são as pessoas que ocupam os cargos sociais mais interessantes em seus temas especializados. Eles compartilham as melhores fotos, fazem os vídeos mais divertidos e conduzem as discussões on-line mais informativas.

Artigo escrito por
Victor Gonçales
Nascido e criado em São Paulo, mas com experiências por toda a América Latina, Victor Gonçales Já morou em Buenos Aires, Ciudad del México, Recife e Rio de Janeiro, e desde sempre teve a escrita e os idiomas como suas principais paixões. Hoje em dia as coloca em prática realizando trabalhos de tradução e interpretação, e escrevendo sobre Marketing Digital para o nosso blog. Born and raised in São Paulo, but with experiences throughout Latin America, Victor Gonçales has lived in Buenos Aires, Ciudad del Mexico, Recife and Rio de Janeiro, and has always had writing and languages as his main passions. Nowadays he puts them into practice doing translation and interpretation jobs, and writing about Digital Marketing for our blog.
Saiba mais Victor
Selzy
Selzy
Selzy
Selzy
Selzy

Artigos mais recentes